Thursday, 14 January 2010

vento

















No fim tu hás de ver que as coisas mais leves
são as únicas que o vento não conseguiu levar:
um estribilho antigo
um carinho no momento preciso
o folhear de um livro de poemas
o cheiro que tinha um dia o próprio vento...

Mário Quintana


2 comments:

  1. A insustentável leveza do que é importante ...

    ReplyDelete
  2. Que poema mais lindo em conjunto com esta imagem!

    ReplyDelete