Monday, 9 November 2009

remenbering the roses



2 comments:

  1. Gosto muito de rosas,brancas,especialmente.
    Veio-me à ideia um lindíssimo fado de Coimbra que diz assim:

    "Quando eu morrer, rosas brancas
    Para mim ninguém as corte
    Quem as não teve na vida
    Também as não quer na morte

    Quando eu morrer, nem sequer
    Na campa uma cruz erguida
    Para calvário já basta
    A cruz que levo na vida"

    Um pouco "nostálgico"mas muito bonito.
    MV

    ReplyDelete
  2. Obrigada pela atenção MV!

    ReplyDelete