Monday, 9 November 2009

remenbering the roses

Estive esta tarde no Parque Westbroek que fica situado a norte  de Haia, nas proximidades da costa. É o meu parque favorito particularmente porque possui, na minha opinião, o Rosarium mais bonito da cidade. Mas é Novembro, faz frio, e de rosas já não há vestígios. O  Outono apoderou-se da paisagem, os jardineiros limparam  a maioria  dos canteiros, e  nos que restam encontrei  apenas um triste emaranhado de troncos secos e folhas amarelecidas. Tiveram nomes como Bordure d'or, Pink Star, Prince Jardinier  ...Estima!! Faz-me feliz saber que as guardei... e não apenas no coração! Iremos recordá-las ao longo da estação fria que se aproxima. Não vos parece que trazem consigo reminiscências dos seus perfumes delicados...e confortantes ecos dos dias doces de verão?!

2 comments:

  1. Recordando as Rosas e Rainer Maria Rilke:

    « Rosa, ó rainha, outrora é de supor

    fosses cálice de bordo limitado.

    Mas p´ra nós és a plena, inumerável flor,

    o objecto inesgotado.


    Nessa riqueza, pões roupas e mais roupas

    num corpo que é de nada senão luz;

    mas cada pétala mostra como poupas

    todos os atavios e como os

    negas. Há séculos nos chama teu perfume

    com seus mais doces nomes; de repente

    como a glória paira nos ares, balança.

    Ninguém sabe nomeá-lo, apenas se presume...

    E uma recordação tem-no presente:

    nós pedimo-la às horas da lembrança. »

    Bjs

    ReplyDelete
  2. Que rosas douradas e lindas!
    Felizmente ainda restaram algumas para nos alegrar no Inverno...

    ReplyDelete