Saturday, 31 October 2009

nearly black and white

Na região onde vivo, por esta altura do ano, a maioria das árvores perderam já completamente as suas folhas, permitindo que nos bosques haja mais espaço e mais luminosidade. Por outro lado os dias são frequentemente cinzentos, escurecidos por uma densa camada de nuvens, através da qual a luz do sol com dificuldade se difunde. Os troncos húmidos das árvores contra o cinzento do céu dão origem a imagens que se assemelham a delicados desenhos a tinta, gravuras, ou fotografias a preto e branco... mais exatamente, quase a preto e branco! Creio que se justifica a criação de uma nova etiqueta.






 

4 comments:

  1. Muito bonito,este quase...
    "—Ai a dor de ser — quase,dor sem fim….Mário de Sá Carneiro)

    No "Quase"...está a dissemelhança.
    MV

    ReplyDelete
  2. gosto muito destas fotografias ... a falta de côr é sobretudo impressionante assim como a nitidez dos troncos das arvores quase pretas!

    ReplyDelete
  3. Fotografias lindas,aliás como todas...
    AMBROSIA está excelente!Ao abrir,delicio-me...será das cores!da exposição!das fotografias maravilhosas!
    É mesmo da São!....Que sensação de Paz!
    Obrigada amiga por me proporcionares estes momentos ....

    ReplyDelete
  4. Dou as boas vindas á minha amiga Júlia que comenta hoje pela primeira vez! Obrigada pela simpatia das tuas palavras e espero que realmente possas sempre encontrar aqui essa sensação de paz a que te referes,(eu sou apenas um meio, porque paz é o que eu própria encontro na natureza... limito-me a tentar transmitir)!
    Muito bonita a citação da Manuela e oportuno o comentário da Isabel!
    Beijinhos para todas, cx

    ReplyDelete